Justiça Eleitoral (TRE/MG) poderá decidir o futuro político de Mantena na tarde desta quinta feira 29/06. ConfirAgora!

1218

Esta quinta feira, 29 de junho de 2017, poderá se tornar um dia histórico para a população de Mantena.

Passados apenas seis meses de uma nova e bem sucedida administração, e  aproximadamente 9 meses da última eleição municipal, Mantena poderá, de forma inédita, ver uma nova eleição acontecer.

Ocorre que, na data de 20 de setembro de 2016, o então candidato Gentil Mata da Cruz (PPS), entendeu que o também então candidato João Rufino (PSB), seu vice Luiz Garcia e Paulo Roberto Govea (Paulo Abílio), teriam praticado captação ilícita de sufrágio (compra de voto), quando da realização do aniversário de Paulo Abílio, ocorrido na Fazenda Corta Guela, propriedade de Paulo.

Gentil e seus advogados, relataram ao juiz eleitoral que o aniversário foi feito com fins politicos, ou seja, para convencer eleitores a votar em João Rufino e Luiz Garcia.

Em sendo assim, formalizaram o pedido e protocolaram junto a Justiça Eleitoral.

João Rufino e Luiz foram vencedores das eleições, venceram com o voto popular.

Gentil e Marcos Toledo ficaram em segundo lugar; E em terceiro, Dr. Wanderson Coelho e Wanderley.

Em Mantena, o Juiz Eleitoral no período, Dr. Renzo Giácomo, entendeu, depois de verificar toda documentação apresentada, que não houve crime eleitoral praticado por João Rufino, Luiz Garcia ou Paulo Abílio.

Ainda, que Paulo, percebendo condições financeiras, teria o direito de comemorar seu aniversário e assim o fez. Ainda, que João Rufino e Luiz Garcia, convidados que foram, compareceram ao evento assim como os demais, e não houve, repito, no entendimento do Juiz, pedido público de voto por parte de qualquer um deles. Portanto, sem captação ilícita de sufrágio (sem compra de voto).

Entendendo que a decisão do Juiz Eleitoral deveria ser reformada, Gentil logo interpôs recurso ao TRE, onde o processo, de lá pra cá, sofreu várias movimentações, como se pode verificar no site do TRE/MG na internet.

Sendo assim, o julgamento final, que é realizado por parte de uma turma de juízes desembargadores, foi adiado por quatro vezes. Seria num primeiro momento em 01 de junho, depois 08 de junho, logo após, 13 de junho, e por fim, remarcado para acontecer nesta quinta feira, 29 de junho de 2017.

Nesta quinta, Mantena poderá sofrer mais uma reviravolta em sua administração municipal. Nesta quinta, Mantena irá parar para acompanhar esta decisão que certamente, trará temor e dúvida a muitos mantenenses.

Em tese firmada por Advogados que acompanham o caso, uma nova eleição, e não a diplomação e posse do segundo colocado (Gentil), é o que pode ocorrer, caso a decisão seja pela cassação do atual Prefeito João Rufino Sobrinho e de seu vice Luiz Garcia.

Isso, porque a soma dos votos do segundo e terceiro colocado, perfazem mais que 50% dos votos válidos na última eleição municipal. O que determina, nestes casos, a realização de nova eleição municipal.

Enquanto esta não ocorre, ou seja, durante o período eleitoral, quem administra o Município, não por sucessão, mas por substituição, é o Presidente da Câmara Municipal de Vereadores. No caso, o Nobre Vereador e atual Presidente Robério do Sindicato.

Caso a turma julgadora entenda, assim como entendeu o Juiz Eleitoral Dr. Renzo, pela manutenção do atual Prefeito João Rufino, nada disso virá ocorrer, e Mantena continuará sob a administração de João Rufino, seu secretariado e equipe de governo.

Conjecturas:

Na tarde, início da noite de ontem, quarta feira 28/06, informações dão conta de que teria havido uma reunião no consultório do ex prefeito Wanderson Coelho, e em tal reunião, estaria presente o ex candidato Gentil Mata da Cruz. Talvez tratando de assuntos políticos relacionados com o julgamento que ocorrerá hoje.

Será que estariam se unindo politicamente?

E caso ocorra a cassação, será que a população apoiaria outra chapa para administrar Mantena como tem aprovado João Rufino e sua equipe?

E Gentil, viria novamente com seu companheiro de Chapa Marcos Toledo ou seria outro a estar ao seu lado?

Dr. Wanderson teria fôlego, com tanto desgaste e processos em andamento na justiça, a vir na disputa?

Algo inédito, principalmente neste momento em que Mantena caminha a passos largos em se tratando de administração municipal.

Vamos acompanhar de perto e estar repassando a todos o desenrolar e o resultado desta situação que abala os bastidores políticos de Mantena nesta quinta feira 29 de junho de 2017 a partir das 17:00 horas.

Lembrando que como das outras vezes, hoje também poderá haver adiamento, caso assim seja solicitado por parte de algum dos julgadores.

Atualização:

Adiado. Veja nova matéria informando logo abaixo:

Adiado novamente! Processo contra o Prefeito João Rufino e seu vice Luiz Garcia é adiado para semana que vem. ConfirAgora!