Centenas de professoras vão para as redes sociais repudiar “DENÚNCIA ANÔNIMA” e consequente suspensão do Processo Seletivo em Mantena. ConfirAgora!

917
IMAGEM DA SEMANA PROFESSORAS DESEMPREGADAS BUSCANDO SEUS DIREITOS

De acordo com informações que chegaram a nosso conhecimento, várias denúncias “ANÔNIMAS” foram enviadas ao Ministério Público local afim de cancelar o Processo Seletivo realizado pela Secretaria de Educação de Mantena.

Quatro na verdade, sendo elas, nº 424205072020-4, 424247072020-6, 424748072020-3 e 424816072020-8, onde, em síntese, os “anônimos denunciantes”, agem para que o processo seletivo realizado pela secretaria de educação no município seja cancelado.

O que fez com que o representante do Ministério Público local procedesse a instauração do Inquérito Civil nº Num. 124008016 – assinado eletronicamente por: ALCIDEZIO JOSE DE OLIVEIRA BISPO JUNIOR – 09/07/2020 19:45:36 – Promotor de Justiça.

Em seu pedido, o promotor pediu então ao Juiz, entre outras coisas, o cancelamento do Processo seletivo realizado pela secretaria de educação, também, a condenação do Prefeito e da Secretária de Educação.

O que foi atendido pelo Juiz de forma LIMINAR, não cancelando, mas apenas suspendendo os efeitos do processo seletivo.

Ou seja, tem agora o Município prazo para se manifestar, se defender, provar o que pensa ser correto, e através do devido recurso, explicar a legalidade da forma adotada para classificação dos aprovados no citado processo seletivo.

Diante da decisão judicial em suspender o processo seletivo, logo a mídia de oposição tomou conhecimento do fato e publicou matéria. O que veio cair como uma verdadeira bomba em meio ao professorado local.

Explicamos: Caiu como uma bomba, tendo em vista que a anos, para não dizer décadas, este critério de desempate é adotado e praticado por diversas administrações e ex secretários de educação em Mantena. Sempre funcionando e nunca sido questionado ou DENUNCIADO como ocorreu neste ano.

Muitos questionam e até afirmam, SERÁ QUE ISSO SE DEU POR SER ANO ELEITORAL? Porque então não foi assim no ano passado? Ou no ano anterior?

SÓ AGORA? E ATRAVÉS DE DENÚNCIA ANÔNIMA? SERÁ QUE É ASSIM QUE QUEREM VENCER AS ELEIÇÕES DESTE ANO? PREJUDICANDO PROFESSORES?

Existem também os que se mostram totalmente indignados, pelo fato de que supostamente tais denúncias teriam partido de pessoas da oposição.

VEja a publicação desta professora:

Entendem, que estes, que só agora em ano eleitoral “denunciam” algo que a tempos ocorre sem qualquer questionamento, não teriam pensado no trabalho realizado pelos professores, muito menos em suas vidas financeiras em meio a uma pandemia, mas apenas e tão somente em prejudicar o atual prefeito e sua administração, com o simples propósito de se beneficiar politicamente com a desgraça alheia, talvez colocando estes profissionais contra o prefeito ao perder seus empregos. Mas os professores têm demonstrado total consciência do que está ocorrendo

Pelas redes sociais, centenas de professores, professoras e profissionais que sempre atuaram na rede municipal de educação se mostraram totalmente indignadas com o fato.

Para combater, Secretaria de Educação e Assessoria do Município afirmam que o critério de desempate, levando em conta o tempo de serviço, sempre foi obedecido e aceito pelas professoras em Mantena e seguindo fielmente leis atuais em vigor como será demonstrado no recurso.

Além disso, é o mesmo utilizado pela Secretaria de Educação do Estado de Minas Gerais. Ou seja, o próprio Estado de Minas Gerais adota o mesmo critério para aprovar seus professores.

 Em conversa com pessoas ligadas a Assessoria do Município, estes nos informaram que o recurso já está sendo elaborado da melhor forma possível, obedecendo e respeitando a justiça, mas também toda legalidade que envolve o ato.

O Prefeito, pessoalmente nos informou que sua determinação é que isso se resolva o mais breve possível, pois não se trata de uma classe com poucas pessoas, mas sim, de uma classe com centenas de servidores que têm suas famílias e dependem de seus vencimentos para sobreviver. Além disso, veio repudiar com veemência a forma como foi praticada a denúncia, de forma anônima, pois se fosse uma pessoa legítima, entendida de que estaria correta, mostraria o rosto. Mas infelizmente, quem agiu, agiu com o visível propósito de prejudicar as professoras, mesmo porque entende que não houve nenhuma forma de irregularidade no ato praticado pela educação, se colocando à disposição da Justiça e também de todas os profissionais da educação em mais este momento de luta. 

Veja a seguir algumas das centenas de manifestações de professores e profissionais da educação frente aos atuais acontecimentos, todos gerados por denúncias “anônimas”: