Vereador Wanderson Branca de Neve fala sobre área de lazer da Vila Nova e da atuação conjunta Prefeitura Câmara sobre o local. ConfirAgora!

229

Logo após tomar conhecimento de fatos relacionados a Área de Lazer no Bairro Vila Nova e, especificamente sobre os quiosques ali localizados, o Vereador Wanderson Branca de Neve tornou público uma informação merece ser divulgada para conhecimento de toda população.

Existem relatos de que a área ainda não foi entregue ao município por parte da empreiteira que ganhou a obra para realizar. Por isso, existem impedimentos para que a administração pública municipal faça alguma intervenção no local.

Outros relatam que faltam acabamentos a serem realizados pela empreiteira e isso também se torna motivo para a demora na entrega para a população.

O próprio vereador em sua fala no facebook traz a questão da não entrega da área ao município e diz:

“…particularmente entendo que a praça não deve ser recebida pelo municipio, por que não aprovo a qualidade do serviço, e entendo que ela ainda não esta terminada e pronta para uso…” Vereador Wanderson Branca de Neve.

O que na realidade é uma constatação que pode ser feita por qualquer pessoa que for até o local ou verificar e comparar o projeto com a obra. No chão já existem trincas, meio fios se encontram deteriorados e alguns já foram arrancados. Piso desuniforme. Entre várias outras questões, tais como, falta de iluminação em uma parte, (ouve-se dizer que foram furtadas fiações), falta de colocação de supostos postes centrais com lâmpadas de LED que já deveriam ter sido instalados por parte da empresa responsável. Valendo frisar que tudo isso são  informações de terceiros que serão por nós confirmadas e trazidas a público em brevíssima matéria.

Enfim, se não foi entregue ao município, este não pode intervir em serviço de empresa particular. Ou seja, a administração municipal ainda não pode mexer em nada no local até a entrega oficial da obra ao município.

E para piorar, ainda existem vândalos que não respeitam nada, invadem, depredam e tudo fazem para que o bem público se torne um problema.

Mas pelo que o Vereador Wanderson Ferreira da Silva relatou em seu comentário, a Câmara Municipal de Mantena, em parceria com a Prefeitura Municipal e o Prefeito João Rufino, tomaram atitudes sobre o local e isso veio da seguinte forma da parte do Vereador:

“…tramita na câmara municipal um projeto de lei de autoria do chefe do poder executivo que pede regulamentação destes quiosques, do trayler da pracinha da vila nova, do bar da rodoviária, guichês e demais públicos do municipio, ainda a semana passada, na terça feira, o prefeito pediu urgência na tramitação do projeto na câmara, temendo depredação do já construído, e possibilidade de arrecadação, para os cofres públicos e possibilidade de conservação e preservação pelos locadores, por não saber se obra completa da praça já estaria concluída e recebida pelo municipio, preocupado ainda com a situação dos atuais ocupantes dos prédios públicos, preferimos agir com cautela, visitamos o trayler da vila nova e convidamos o” nego” para se fazer na câmara na oportunidade que nos reunimos para tratar do assunto, visitamos o casal que trabalha no bar da rodoviária e convidamos eles para se fazerem presentes, oportunidade em que se fez presente o casal da rodoviária e ausente o nego, que trabalha com o trayler da Rodoviária, Sou o presidente e relator da comissão de legislação e justiça e redação final,sou também membro da comissão de Orçamento finanças e tomadas de contas, tenho que agir com cautela, dar oportunidades para que a comunidade, e, em especial os interessados tomem conhecimento e participem das decisões que tomamos no legislativo, porque somos representantes, falamos em nome de quem nos deu mandato, e ao povo devemos satisfação e prestação de contas, particularmente entendo que a praça não deve ser recebida pelo municipio, por que não aprovo a qualidade do serviço, e entendo que ela ainda não esta terminada e pronta para uso, mas se nos vereadores não manifestamos o prefeito não pode receber a praça e dar a finalidade destinação, continuando da forma que esta, o prejuízo é visível, destruição por desuso, o projeto que aportou na câmara enviado pelo chefe do executivo é uno, para decidirmos sobre todos os públicos acima citado, propus o desmembramento, para decidirmos caso a caso, fui voto vencido, iremos na segunda feira próxima dia 12/11/18, nos reunirmos mais uma vez, e ver se chegamos a uma decisão, permita Deus que seja a mais acertada.Oportunidade que todos que lerem este post, ou deste tomarem conhecimento, que se interessarem pela matéria (assunto), que se faça presente na reunião na data e hora acima informada, estaremos la, para ouvir sugestões opiniões e tentar acertar.”

Pelo ainda dito pelo vereador, o Prefeito João Rufino está aflito com a situação do local, chegando a pedir urgência aos vereadores na tramitação de projeto para regulamentação exatamente dos quiosques ali localizados. Mas pelo jeito, esbarra novamente na questão da entrega da obra ao município.

“…ainda a semana passada, na terça feira, o prefeito pediu urgência na tramitação do projeto na câmara, temendo depredação do já construído, e possibilidade de arrecadação, para os cofres públicos e possibilidade de conservação e preservação pelos locadores… por não saber se obra completa da praça já estaria concluída e recebida pelo municipio, preocupado ainda com a situação dos atuais ocupantes dos prédios públicos, preferimos agir com cautela”

Ou seja, a administração pública e a câmara estão atentos ao fato. Estão juntos buscando solução. E o Vereador Branca de Neve, como sempre tem feito, usa das redes sociais, um canal que hoje se tornou bastante efetivo, para esclarecer este conturbado e arrastado assunto.

Estaremos buscando maiores informações junto a administração municipal para esclarecimento. Especialmente se a obra já foi entregue. Se a empreiteira já cumpriu sua parte. Se a Câmara pretende ou não desmembrar o projeto e tratar com maior carinho e atenção a questão desta área tão importante para muitos, mas que já se arrasta a quase uma década e ainda não foi entregue a comunidade por parte da empreiteira. Ainda, se a empreiteira já recebeu a verba para construção da praça. Enfim. Trazer a tona a realidade dos fatos.

Curta e acompanhe MantenAgora!

https://www.facebook.com/mantenagora/

COMPARTILHE